11 de jan de 2011

O Presente Recebido



Lendo um trecho de um livro de John Grogan, (e desta vez não é sobre o Marley) lembrei de um presente que recebi a pouco tempo.

Dar e receber presentes são duas coisas maravilhosas, mas sempre me sinto melhor quando pratico o primeiro verbo, infinitamente melhor.

No entanto, tenho que esplanar sobre a posição em que me encontrei ao receber, normalmente fico um tanto embaraçada e tento agradecer a pessoa, sempre com dificuldades de encontrar a palavra certa. No entanto, recebi algo único desta vez, sem tirar a importância, é claro, de todos os outros presentes bacanas que recebi das pessoas queridas que pensaram em mim.

Digo que é único, pois ele não estava em um vitrine, não veio carregado com o peso de preços ou da competição entre vendedores. Surgiu do esforço e talento da minha inestimável amiga Rachel.

Recebi um quadro com uma de suas magníficas fotos, esta tirada em 2006, quando juntas estivemos em Mariscal, Atalaia do Mariscal. Foram poucos dias, era carnaval, mas tudo foi muito agradável e repleto de um amor sempre presente em nossa convivência. Caso não me falhe a memória, esta foto é do último dia, quando a maioria de nós dormia até tarde e ela acordou cedo para seus registros fotográficos!

Fiquei emocionadíssima por receber tamanha honra, e já estabeleci lugar devido em minha sala.

Obrigada sempre amiga!

Um comentário:

Rachel Kleinubing disse...

Eli, querida, me emocionei com tuas palavras, sempre cheias de generosidade!
É um presente que desde sempre foi teu, apenas passava um período na minha casa, em frente ao meu computador no escritório, me ajudando a divagar sobre as coisas realmente importantes da vida. Usava-o como uma janela, um observatório de sonhos e lembranças boas. Creio que esse tempo em que ele esteve comigo, serviu para que ele se enchesse de significado e pudesse carregar até você todos os meus sentimentos de saudade, nostalgia, carinho, paz e boas energias que te desejo nessa nova fase. assim como você, ele esteve tão perto de mim, me fez bem, me lembrou de questões importantes sobre mim e sobre a amizade. Assim como você agora ele deixou um espaço vazio...