19 de jan de 2011

Escrever!



Lendo Saramago, grande escritor da língua portuguesa, ganhador de diversos prêmios literários, me deparo com a seguinte frase: “Escrever é traduzir. Mesmo quando estivermos a utilizar nossa própria língua. Transportamos o que vemos e o que sentimos para um código convencional de signos, a escrita...”

Assim, convido minhas amigas a escreverem! Deixem o marasmo de lado e nos permitam conhecer as idéias maravilhosas que rolam em suas cabeças! Contem o que viram, o que pensam e o que almejam!

Continuando “... e deixamos às circunstâncias e aos acasos da comunicação a responsabilidade de fazer chegar à inteligência do leitor, não tanto a integridade da experiência que propusemos transmitir, mas uma sombra ao menos, do que no fundo do nosso espirito sabemos bem ser intraduzível, por exemplo, a emoção pura de um encontro, o deslumbramento de uma descoberta, esse instante fugaz de silêncio anterior à palavra, que vai ficar na memoria como o rastro de um sonho que o tempo não apagará por completo”.

Não estarei aí para as rodadas de chimarrão, que de fato nunca tomei, nem para os jantares da turma ou das Kokeshis, então vamos fazer uso do blog para “papearmos mais” e mantermos os assuntos e as emoções atualizados. Queridas, coloquem a boca no trombone!

Saudades!

Um comentário:

Rachel Kleinubing disse...

Deixa comigo, pois estarei presente aqui. Além daqui, sugiro que a gente crie o nosso blog para os papos de sempre, que tal?