9 de mai de 2011

Relicário Vik Muniz





Já falei deste artista aqui anteriormente e sem querer ser repetitiva vou falar novamente porque ele realmente merece.

No Instituto Tomie Ohtake estive na exposição Relicário, em que ele recupera objetos seus da década de 80 e outros inéditos mostrando sua habilidade de desenhista e modelador.

A Amostra reúne 30 trabalhos, sendo alguns do início de sua carreira, de sua primeira exposição individual em Nova York e sua primeira mostra no Brasil em 1988.


Ali encontrei um origami feito de uma só folha de papel reproduzindo um origamista, um crânio com nariz de palhaço, um sarcófago feito como uma tuppeware gigante, luvas usadas de seis dedos, enormes pés atrás de uma cortina de veludo, que talvez por estarem próximos a uma enorme roupa de batizado bizarra de um suposto monstro me causaram um medo estranho.

O que eu gostei é que as obras são cheias de ironia no que envolve a função original dos objetos, como o “Sarcophagus Tuppeware”, mas ao mesmo tempo nos fazem rir como o esqueleto com nariz de palhaço “Caveira do Palhaço”1989/2010. Ou ainda a série “Flora Industrialis” com fotografias de flores artificiais catalogadas pelo país do fabricante e o tipo de material usado. Muito, muito irônico!

“Interessam-me espaços onde a logica e o senso comum falham, criando oportunidade ao público para novas experiências.”Vik Muniz

Então mais um "viva" para Vik Muniz!


2 comentários:

Cristina Sá literaturainfantilejuvenil disse...

ELI,
VIK MUNIZ É UM ARTISTA FORA DE
SÉRIE. GOSTO MUITO DO TRABALHO
QUE ELE DESENVOLVE. ELE ESTÁ
A FRENTE DO NOSSO TEMPO.
UM VIVA PARA VIK MUNIZ!!!!!
BJS
CRISTINA SÁ do blog:
http://cristinasaliteraturainfantil
ejuvenil.blogspot.com

Rachel Kleinubing disse...

Amiga, te falei que eu estava curiosa com essa postagem. Adorei, vc disse tudo. E visitá-la contigo foi a parte mais deliciosa da exposição! Bjs