1 de mai de 2011

Big Michael


Amo filmes!!! Principalmente os que são baseados em história reais. Sou fascinada por histórias de gente de “carne e osso”.

Eu queria falar de um filme ótimo para se ver em família, baseado na vida de Michael Jerome Oher, nascido em 28 de maio de 1986, nos EUA.

Nasceu em uma família de 12 filhos, de mãe alcóolatra e viciada em crack e pai que esteve grande parte da vida em prisões antes de falecer. Passou o início de sua vida em alguns lares adotivos, mas foi na rua, em um dia de muito frio, e usando apenas uma bermuda e uma camiseta, que Leigh Anne e sua família o encontraram. Reconheceram logo a garoto bolsista da escola conhecido como “Big Michel” e o levaram para casa.

Acolhido no lar desta família, que aos poucos foi percebendo seu grande talento nos esportes, ele recebeu não apenas afeto, mas também incentivo e educação, para se tornar uma grande revelação do futebol americano.

O que chamou minha atenção no filme, foi a capacidade de doação de todos os membros da família Tuohy, que mesmo diante dos preconceitos da sociedade frente a sua postura de acolhida ao jovem, manteve firme sua decisão, o que os uniu ainda mais.

O filme é baseado no livro “The Blind Side: Evolution of a Game”de Michel Lewis, e o filme aqui ganhou o nome de “Um Sonho Impossível” com Sandra Bullock no papel da maravilhosa Leigh Tuohy.

“Michel foi abençoado com uma incrível habilidade de não se preocupar com o ontem. Sua mente está focada sempre no que está a frente e acredito que é justamente isto que fez ele superar as adversidades, porque se ele estivesse por aí se preocupando com o passado não teria chegado aonde está hoje” Sean Tuohy


Até mais,

Eliziane

3 comentários:

Ane-chan disse...

Esse filme é realmente ótimo mamãe! Bjs!

Cristina Sá literaturainfantilejuvenil disse...

OI! Eli,
Tudo bem?
Obrigada por esta dica.

Você já reparou como vivemos de ver, ler, contar e ouvir histórias?

Os bebês, hoje, têm livrinhos.Já
existem bibliotecas para bebês. Quando crescem, os pais contam histórias para que eles durmam.
Na escola, participam de rodas de leitura, visitam de feiras de livros. Tem histórias nos desenhos animados,nos filmes, nas peças teatrais infantis/juvenis,na leitura dos livros,escolhidos e lidos por eles mesmos. Mais tarde,
já adultos, acompanham as histórias das novelas da TV, dos filmes, dos livros....E assim vai..Como gostamos de histórias!!!
Em resumo:
a vida é uma história. Se for história de gente de "carne e osso"
melhor. Não é mesmo? Eu também adoro uma historinha.rsrsrs
bjs para você e para Ane,
Cristina Sá do blog:
http://cristinasaliteraturainfantilejuvenil.blogspot.com

Alessandra disse...

Amei o filme quando assisti, mas o que mais me emocionava a medida que assistia era ver o empenho daquela mãe interpretada pela Sandra B. e saber que não era ficção, de fato as coisas tinham acontecido daquela forma. Existe gente boa neste mundo, que lição de amor.