7 de jun de 2011

Ensaio sobre a cegueira


"Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara."

José Saramago


Terminei de ler “ Ensaio sobre a cegueira” do escritor português José Saramago, que foi publicado em 1995. Amei. É daqueles livros que quando você está lendo fica pensando nele no decorrer do dia, enquanto escova os dentes, enquanto come, enquanto dirige. É um livro que te faz pensar, eu diria até te força a pensar.

O livro conta como vai se transformando a vida das pessoas que vão ficando cegas sem nenhum motivo, centrando em um grupo liderado por um oftalmologista e sua esposa que sem encontrar explicações, nunca ficou cega.

O que eu faria? O que me ajudaria? Quem? Como seria? Minha vida, meu mundo, os meus? Todos os acontecimentos do livro levam a avaliarmos a sociedade em que vivemos e seus valores. Tudo no livro obriga suas células a pensarem e isso amigos, isso é fantástico!

O próprio escritor chegou a declarer que sofreu ao escrever o livro, mas nos mostrou rigorosamente as reações do homem diante à impotência, ao desprezo, às necessidades e ao abandono. E ainda “a responsabilidade de ter olhos quando os outros os perderam”, no caso da esposa do oftalmologista.

Em 2008 virou filme e foi dirigido por Fernando Meirelles. Ao ver o filme, Saramago disse “que agora conhecia a cara de suas personagens.”


“Os bons e os maus resultados dos nossos ditos e obras vão-se distribuindo, supõe-se que de uma forma bastante uniforme e equilibrada, por todos os dias do futuro, incluindo aqueles, infindáveis, em que já cá não estaremos para poder comprová-lo, para poder congratular-nos ou pedir perdão, alias , há quem diga que isso é que é a imortalidade de que tanto se fala.”Saramago

Um comentário:

Cristina Sá literaturainfantilejuvenil disse...

Oi!Eli,
Esta obra é instigante mesmo.
Eu também gostei muito.Depois
de ler seu post, senti vontade
de reler o livro. Como são
como são afiadas as palavras
deste texto!

um bj
Cristina Sá do blog:
http://cristinasaliteraturainfantilejuvenil.com.br