13 de set de 2012

,,,E Outros Silêncios, Isabel Furini




,,, E Outros Silêncios


,,, vírgulas, vírgulas, vírgulas,
silênciosas vírgulas, gaivotas silentes
fecham a estrada das perguntas sem resposta,
emudecem realidades,
gravam afetos imaginários nos espelhos,
fabulam beijos
e esquecem amores verdadeiros na areia do tempo,
vírgulas, vírgulas, vírgulas, pausas da vida,
farpas de momentos,
soturnas histórias rasgadas em falsas lembranças,
icebergs de reminiscências,
rios que correm pelas artérias dos parágrafos,
vírgulas, vírgulas, vírgulas mentais,
prolongados silêncios do passado,
vírgulas, vírgulas, vírgulas,

,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,

 Isabel Furini no livro ,,, E outros silêncios

Nenhum comentário: