25 de mai de 2012

Quem disse que o silêncio é quieto?




Quem disse que o silêncio é quieto?
O meu silêncio é povoado de tantos rumores. Preencho com suposições de diálogos, sequências absurdas de palavras que fazem fila e rodopiam em minha cabeça.
Com elas formo frases, opiniões, questionamentos, respostas,  determinações
O meu silêncio é preenchido com imagens que por vezes tentam substituir as palavras, tentando deixar o ambiente realmente mais quieto. As imagens se sobrepõe umas as outras, formando pares, contando histórias, criando intrigas, terminando e recomeçando casos.  Meus sentimentos acompanham as imagens e não permitem a calmaria chegar.
O meu silêncio tem cheiro também, cheiro de flores, cheiro dos meu quarto, dos animais que sempre me rodeiam, dos livros acumulados em todos os cantos, das pessoas que quero bem e dos momentos que me marcaram. 
O cheiro tenta ser silencioso, mas forma palavras, imagens e tudo mais impedindo a tranquilidade de ficar.
O meu silêncio ainda não é calmo, mas dizem os que entendem desta mágica, persista que o silêncio fica só. Vou persistir....

2 comentários:

Cristina Sá literaturainfantilejuvenil disse...

Eli,
Lindo texto!
Gostei!
O silêncio envolve mistérios.
um bj
Cristina Sá
http://cristinasaliteraturainfantile
juvenil.blogspot.com

Rachel Kleinubing disse...

Eli!! Lindo...
E como é difícil chegar no silêncio, heim. Beijos amiga!