10 de set de 2011

Olhando pela janela de Cecília

Ainda influenciada pelo texto da jornalista LeilaFerreira (A Arte de Ser Leve, Ed. Globo), fico trocando idéias comigo mesma, sobre felicidade, sobre a obrigação que cai em nós de que devemos ser felizes o tempo todo.

Agora lendo a maravilhosa Cecília Meireles( Escolha o seu sonho, Ed. Record), no conto, “Arte de Ser Feliz” fico encantada com a simplicidade que ela abre as portas, ou melhor, suas janelas, para a tal felicidade.

A árvore florida na calçada, esquecida ali pelos tantos que passam apressadamente; o sabiá que insiste em cantar enquanto estamos parados na fila esperando nossa vez; o sol que bate em nosso rosto quando abrimos a cortina pela manhã; o beijo gostoso que recebemos quando pegamos as crianças na escola; um deslumbrante pôr do sol de outono, o telefonema inesperado daquela amiga querida!

Tantas e tantas coisas lindas podem nos tocar ao longo do dia e nos trazer momentos de felicidade! Mas muitas vezes estamos tão envolvidos na correria cotidiana que não conseguimos nos deixar tocar por nada disso.

Aí Cecília nos ensina: “Mas, quando falo dessas pequenas felicidades certas, que estão diante de cada janela, uns dizem que essas coisas não existem diante das minhas janelas, e outros, finalmente, que é preciso aprender olhar, para poder vê-las assim”.

Então amigos, sugiro aprendermos a olhar pelas nossas janelas!

Até mais,

4 comentários:

Rosa da Rosa disse...

Olá Eli, estou mantendo a minha janela aberta. Adorei seu texto! Beijo, Rosa.

Cristina Sá literaturainfantilejuvenil disse...

Eli,
A "ARTE DE SER FELIZ"- um grande
encontro com a prosa poética de
Cecília Meireles.A "felicidade"
toma forma e cor através do olhar
atento e das palavras de Cecília.
Já li e reli tantas vezes este
texto, que sinto que ele está em
mim.
bjs
Cristina Sá
http://cristinasaliteraturainfantil
ejuvenil.blogspot.com

Eli,
A partir de mês de setembro,
vou responder os comentários
no próprio post.
Percebi que se formava um
vácuo entre mim e o seguidor
que visitava o blog e deixava
um comentário.
Deixei um recadinho para você
no último comentário que você
deixou lá no meu blog.
Grata pelo carinho de sempre,
Cristina

Anônimo disse...

Adorei o texto. Grande reflexão da humanidade...entendo que sempre existem portas, algumas abertas, "escancaradas", outras entreabertas, outras até mesmo fechadas, o que não podemos deixar de acreditar é que a felicidade esta dentro de nós mesmos, que provavelmente estaremos infelizes, às vezes, mas que se vivermos intensa e verdadeiramente os momentos que nos deixam felizes, o seremos. Sejamos felizes dentro das nossas possibilidades. Beijo, Ebadin

Nádia Dantas disse...

Quero lhe agradecer pela presença no docecomoachuva. Vim conhecer seu blog e amei!
Este texto da Cecília Meireles é maravilhoso e estou trabalhando-o com os meus alunos. Valeu!

Beijos e ótima tarde :)